sábado, 21 de março de 2020

Caminhada Cananéia SP 21 e 22/03/2020

Olá amigos.

Nível médio 14 km no sábado, e 10 km no domingo
Saída sábado às 06:30
A caminhada começará próximo a Itapitangui SP e seguirá por estrada de chão até a Reserva Quilombola do Mandira e Rio Mandira onde podemos nos banhar.
Após a caminhada, almoço na Reserva Quilombola do Mandira. Em seguida iremos até a pousada para acomodações e um breve tour na cidade antiga de Cananéia.

No domingo tomaremos o barco para a Ilha do Cardoso e guias locais nos levarão para uma caminhada até a Cachoeira Grande, Marujá, Ararapira e Ariri onde almoçaremos. 
Retorno ao hotel para banho e troca de roupa e embarque para Curitiba.
Chegada prevista a Curitiba domingo 22:00.

Levar para a caminhada:
Roupas confortáveis, recipiente para sua água, boné, protetor solar, repelente de insetos, muda de roupa para deixar no carro calçado fechado para caminhada na ilha.
Será fornecido:
- transporte de ida e volta a Curitiba.
- carro de apoio para o grupo, menos na ilha.
- almoço após a caminhada de sábado.
- banana, água, doces e salgadinhos no carro de apoio.
- pernoite em hotel com quarto comunitário em Cananéia.
- transporte de ida e volta por barco até a Ilha do Cardoso.
- almoço após a caminhada de domingo.
- guia específico na ilha.
Investimento por pessoa é de R$ 500,00

Cananéia está no centro de um corredor biológico de 110 km que se estende desde a foz do Rio Ribeira em Iguape (SP) até a baía de Paranaguá (PR) e é um dos maiores berçários de vida marinha do planeta. O município tem 1.358 km², população de aproximadamente 15 mil habitantes, clima ameno e temperatura média do mar entre 22 e 28 º C. Na diversidade desse ambiente você encontra o Parque Estadual da Ilha do Cardoso (PEIC), cachoeiras, comunidades caiçaras e quilombolas, a curiosa história da cidade como primeiro povoado fundado no Brasil, e suas lendas, fauna, flora, festas e culinária. 
Conjunto de casarios históricos - “O casario acompanha a pobreza da velha matriz, edificações baixas, no rês do solo, alinham-se umas encostadas às outras, raríssimas em sobrado, todas com beirais, de porta ao lado, ou ao centro, duas, três, quatro janelas, batentes ou ombreiras vários ainda de pedra, com fechos em curvas ligeiras, batidas. Desmancham um tanto o velho e simpático conjunto uma ou outra casa de construção recente, influência italiana, de calhas internas e platibandas.” (Aureliano Leite - Processo de tombamento da área histórica central da cidade de Cananéia n° 9170 -  ano 1969.) As primeiras construções de Cananéia são aquelas localizadas na Rua Tristão Lobo. Constitui um conjunto significativo arquitetônico de casarios, construídos no final do século XVIII e início do século XIX. As paredes das residências eram construídas com pedras e argamassa composta de areia, cal de ostras retiradas dos sambaquis e óleo extraído da baleia.
Fonte: Prefeitura Municipal de Cananéia SP.

Abraços

Heron Mathoso
41-99917-8372 VIVO

Nenhum comentário:

Postar um comentário